Menu
Redes Sociais

História do Mestre

informações biográficas


Euclydes Hatem, nasceu no Rio de Janeiro em 16 de setembro de 1914, descente de libaneses. Quando criança, por ter sido um garoto gordinho ganhou o apelido de Tatu e, por este motivo, aos 14 anos, em 1928, levado por seu irmão Eduardo, começou a prática do Remo com o objetivo de perder peso. Não conseguindo seu objetivo neste esporte,  passa , a partir de 1930, a praticar Luta Livre na Associação Cristã de Moços, no centro do Rio.
Tornou-se lutador profissional e ficou muito conhecido durante as décadas de 1930 a 1950. É um dos personagens fundamentais para o desenvolvimento do que veio a ser conhecido como Luta Livre Brasileira, um estilo totalmente adaptado e desenvolvido no Brasil.
Assim que parou de lutar (último registro???) passou a dar aulas de Luta Livre no clube Santa Luzia no centro do Rio de Janeiro. No início dos anos 70 passa a batuta para Fausto Brunocilla e Carlos Brunocilla. TDaí em diante, Tatu, que tinha um tatame em seu apartamento em copacabana, costumava receber os alunos amigos para uma aulinhas. Faleceu em 26 de Setembro de 1984.

SEUS TRÊS PROFESSORES


O primeiro professor, o lutador Manoel Rufino dos Santos, havia acabado de voltar de uma temporada de seis anos nos EUA. Durante essa temporada fez mais de 60 lutas profissionais. De volta ao Brasil, Manoel Rufino começa a difundir a Luta Livre, através de desafios a outros praticantes  da luta. Rufino se classificava com sendo "uma espécie de Wrestling com finalizações", muito parecido com a luta-livre esportiva hoje praticada.
Nesse ponto vale lembrar que àquela época entendia-se como "Luta-Livre" uma mistura de capoeira e boxe. E assim sendo, poderíamos dizer que Manoel Rufino foi o avô da Luta-Livre moderna.

O segundo professor Orlando Américo da Silva, o ?Dudu?. era um lutador forte, que lutava em São Paulo desde 1928, tendo vencido vários campeonatos de Jiu-jitsu e Luta Livre. Chegou ao Rio de Janeiro em 1932. A parceria não durou muito.

O terceiro professor Aluísio Bandeira de Melo, conhecido como Professor Loanzi.
Após aprender os segredos da luta japonesa, Loanzi transformou-se em  um famoso  promotor de lutas. Além de promover eventos, era treinador e empresário de lutadores e tinha um centro de treinamento para lutadores no Rio Grande do Sul, onde os lutadores aprendiam diversos estilos de luta.
Loanzi organizava eventos de lutas por todo o país. Mantinha seus lutadores bem treinados e desafiava lutadores de todos os lugares do Brasil para enfrentá-los. E foi através dos préstimos de empresário e treinador que Loanzi entra na vida de Mestre Tatu.
Tatu e Loanzi

O INICIO

Durante o ano de 1935, Tatu começa a chamar a atenção como um lutador cada vez mais completo e determinado tatu, continua vitorioso em seus combates e, com o afastamento de Dudu, passa a treinar com seu Irmão mais velho, Eduardo Hatem. Tem vitórias contra o italiano Attilio e vence, em seguida,  o americano Tigre do Texas. Continua em uma longa série de vitórias, só parando no experiente lutador Bogma. Essa foi sua primeira derrota depois de várias vitórias consecutivas sobre lutadores mais experientes.

Com a profissionalização da Luta, começaram a surgir combates comprados. A idéia é que, com lutas assim, os lutadores poderiam lutar várias vezes sem se lesionar, aumentando seus ganhos. Essa prática ficou conhecida como ?luta no mole?, ou ?marmelo?.
E foi nessa mesma época que vários lutadores foram à imprensa, denunciar a prática das lutas com resultados combinados e estabelecidos por empresários. Tatu é um deles. Como não aceita fazer lutas armadas é, em represália, colocado fora do circuito de lutas, ficando desempregado.
 

SURGE O GRANDE TATU


Em Janeiro de 1936, já com 97 quilos e grande forma física, Tatu vence o ?Campeonato Carioca de Luta Livre?, categoria amador.
Em Agosto do mesmo ano estreia como profissional enfrentando o australiano Kutter. Mesmo enfrentando um adversário bem mais experiente, Tatú vence por desistência.
Em Março de 1937 Tatu vai a Minas Gerais lutar contra o Mestre de Jiu-jitsu conhecido como Takeo Yano. Tatu vence Yano no terceiro assalto com um estrangulamento e o japonês sai da luta muito decepcionado, prometendo uma nova luta. Takeo Yano também  é um dos introdutores do Judô no Brasil, tendo ficado muito conhecido por empatar com Hélio Gracie, em uma luta de Jiu-jitsu.
Dois meses depois é marcada nova luta entre Tatu e o japonês, dessa vez nas regras do Jiu-jitsu. O Japonês exige que Tatu vista o uniforme de luta japonesa, o popular kimono. Em uma luta bastante movimentada, aos sete minutos Yano aplica duas violentas quedas que fraturam o ombro de Tatu,  deixando-o impossibilitado de se defender de um estrangulamento do japonês. Na verdade, o uso obrigatório do uniforme japonês facilitou a luta para Yano, ficando ali uma lição para Tatu: o lutador de Luta Livre jamais voltaria a vestir o kimono novamente. Yano e Tatu só voltariam a fazer a terceira luta em 1947, ou seja, dez anos depois.

Em 1938 vai a Porto Alegre, depois de longa recuperação da fratura, devido a luta com o japonês, Tatu vence fácil Dante Carvalho. Faz várias lutas contra lutadores locais, saindo vitorioso sem muitas dificuldades. Loanzi vai aos jornais desafiar qualquer lutador do Brasil para uma luta com Tatu, oferecendo uma grande bolsa. Vence então o lutador Luiz Stock no Estádio Farroupilha em luta muito movimentada muito divulgada pelos jornais. Stock não aceita a derrota e faz um novo desafio a Tatu. A luta é vencida novamente por Tatu, desta vez com uma chave de pé, no último assalto.
 

TATU CAMPEÃO MUNDIAL


Em Janeiro de 1940, Tatu vai a Belo Horizonte, disputar o Campeonato Mundial.
 

Diário da tarde fevereiro de 1940.


"TATU, o fortíssimo lutador brasileiro está em ótima forma.
Surpriendendo nos com o estado atual de Tatu o futuroso e fortíssimo lutador Brasileiro, na manhã de ontem presenciamos o treino do impetuoso lutador que representará o Brasil no campeonato de catch. Dainte do que vimos das condições de Tatu da força extraordinária que ele demostrou não temos a menor duvida ser ele um dos mais sérios concorrentes ao campeonato.
Tatu em ótima forma
Apesar de estar pesando 97 kg Tatu movimenta se com extraordinária rapidez a sua variedade de golpes e verdadeiramente espantosa bem como sua resistência no pescoço, Tatu dispõe de uma força assombrosa, da qual se utiliza para se livrar de golpes terríveis e para atacar seus adversários. O fortíssimo lutador Brasileiro não trepidou em dizer nos: Estou em ótima forma em melhores condições do que nunca e rigorosamente treinado. Demostrando absoluta confiança nas suas condições atuais declara tatu: ?Nas condições em eu me encontro não tenho duvidas em afirmar que representrei dignamente o Brasil no Campeonato, não poderia ser maior as minhas esperanças em conquistar o cinturão."

 

Vence o italiano Orlandi, aos cinco minutos do segundo assalto . Durante toda sua temporada na Capital mineira, Tatu venceu os vários lutadores internacionais que enfrentou, empatando apenas uma luta, contra o francês Ulsemer.
Em março, Tatu volta a enfrentar o francês Charles Ulsemer na final do Campeonato Internacional de Catch. Tatú aplica uma chave de braço, obrigando o juiz Oswaldo Gracie a separar os adversários .

CAMPEÃO BRASILEIRO, ÁS DO CHÃO, VENCE OSWALDO GRACIE


Um detalhe que chama a atenção. Todas as lutas de Tatu são decididas por estrangulamentos e chaves de braços, mostrando se um perito na luta de chão.
Em 1941, vai a são Paulo, onde passa uma temporada fazendo várias lutas.
Em 1942, volta a Porto Alegre em uma grande temporada onde enfrenta vários adversários e vence George Gracie, por finalização, no terceiro assalto.
Tatu como Gracie eram expoentes máximos no esporte das respectivas lutas e possuíam qualidades de realizar uma luta sem procedentes, a empresa do Estádio America colocou pela primeira vez frente a frente os dois mais destacados azes do catch para disputar o cetro de campeão, titulo esse mais pomposo na cionalmente que pertencia a tatu a vários anos e que colocou a em disputa essa noite venceu confirmando o seu título de campeão brasileiro de catch .

TATU VAI A BUENOS AIRES O VOLTA INVICTO


Em 1943, viaja a Buenos Aries, onde passa uma temporada fazendo lutas. Volta invicto.
31 de março 1947 A Gazeta São Paulo.
O Campeão Brasileiro Tatu mantém-se invicto!
Tatu venceu Gattone, O Campeão Brasileiro Tatu, demostra sua alta classe manteve sua invencibilidade ao se defrontar com o fortíssimo lutador Italiano. Esta luta apesar de curta duração (2 Assaltos) agradou imensamente,pois foi violenta e emocionante.Gattone atira se contra Tatu que calmo o detem aplicando uma chave de braço derruba o gattone que volta a carga com violência mas Tatu suporta bem e empreende forte ataque junto as cordas e aplica uma gravata que Gattone para se livrar Poe uma perna para fora das cordas. O Juiz intervem separando os e o adversário por ser solto por Tatu cai para fora do ring batendo as pernas e braços nas mesas dos cronistas e voltando grogui ao ring. Recomeça e Tatu ataca e há uma forte troca de golpes Tatu faz se admirar pela sua enorme força e técnica e o Italiano pela sua Coragem. E iniciado o segundo assalto com extrema violência gattone tenta jogar Tatu para fora do ring, mas Tatu bastante ágil evita que aconteça com o decorrer da luta tatu se infesa e num golpe consegue aplicar seu golpe predileto o estrangulamento e não conseguindo se livrar na eminência de desmaiar o lutador da as batidas em sinal de desistência, vencendo nosso campeão Tatu.

TATU, O ESTRANGULADOR


Em 1949 volta a Porto Alegre onde encontra se muitos lutadores fortíssimos e dispostos a tirar a invencibilidade do Campeão Nacional e nenhum deles consegue!
Tatu luta novamente com Ulsemer Lutador Francês o mesmo que enfrentou na final do campeonato mundial de 1940 vencendo novamente. Foi uma luta bem movimentada tatu com uma ótima performance na temporada saindo em muitos momentos de sua costumeira calma com a agressividade e brutalidade que pedia a luta, no momento que Ulsemer investia com violência sobre Tatu ele revidava a altura, a assistência vibrava diante do espetáculo brutal que ambos ofereciam no segundo raund Ulsemer castigou Tatu duramente com fortes cutiladas e golpes no estomago, Tatu revidou com a mesma violência e deixou o Frances grogui aproveitando então do momento para encaixar o seu predileto estrangulamento vencendo a luta.

 

 

 

TATU CONSIDERADO O SEGUNDO MELHOR DO MUNDO!

 

 

Diário de notícias 03 de maio de 1949.


Tatu, legitimo orgulho do desporto Brasileiro sempre se houve falar muito bem em toda a parte do Continente em que se exibiu esteve recentemente na Colombia deixando um cartaz dos mais invejáveis derrotando todos os adversários e logrando segundo a crônica desportiva norte americana colocação entre os cinco mais destacados lutadores do mundo sendo esses os cinco candidatos ao título supremo a ser disputado em novembro deste ano.
Ainda em 1949 passou por vários países da América do sul e central em uma grande excursão pela Venezuela, Ilhas Inglesas, Ilhas Holandesas, Haiti, Cuba, Jamaica. Nas cidades de Maracaíbo e Caracas levou o titulo em jogo. Foi enorme o sucesso de Tatu nessa temporada na Venezuela e Ilhas Caraibas deixou invicto o estrangeiro só empatou 2 vezes ganhando todas as outras lutas a propaganda que fez do Brasil foi das mais significativas Tatu sem duvida nenhuma foi um dos maiores lutadores do mundo saindo da Venezuela considerado o segundo maior lutador do Mundo tem aniquilado tantos e quantos lhe Poe a frente mantendo valorosamente um titulo de invicto Tatu é um verdadeiro ídolo do publico Brasileiro denominado como o estrangulador que vê nele um representante de nossa luta livre de méritos incontestáveis.

 

TATU, O CRIADOR DA LUTA LIVRE

 

Durantes todos os anos seguintes, Tatu continua lutando e viajando pelos principais estados brasileiros: Minas Gerias, São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.
Além de toda essa carreira vitoriosa, em território nacional, Tatu também fez grande fama internacional.
Como são muitas lutas do nosso grande MESTRE TATU depois vamos complementando com muito mais informações e relatos de lutas com datas e jornais correspondente. AGUARDEM!
Aproximadamente na metade da década de 1950 Tatu passa a se dedicar ao ensino a luta que aprendeu e desenvolveu de uma maneira própria, mesclando conhecimentos e adaptando à prática de anos como lutador.
Surge a LUTA-LIVRE ESPORTIVA, uma luta baseada em cinturadas, quedas e finalizações.
Mais tarde, ao final dos anos 60, passa o bastão para Fausto e Carlos Brunocilla.